domingo, 5 de abril de 2015

Momentos únicos


 Só tenho a agradecer por ter feito parte de uma equipe tão especial.

                

domingo, 21 de setembro de 2014

Movimentação de Inquérito Policial 2 de 2





Orientações acerca da movimentação do Inquérito Policial.

Colaboração de Silton (EPC).

Movimentação do Inquérito Policial 1 de 2






Orientações acerca da movimentação do Inquérito Policial com uso de carimbos.

Colaboração de Jean (EPC).

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Curso de Formação 2014


Hoje concluí uma experiência marcante e enriquecedora como instrutora da disciplina de Formalização de Procedimentos Policiais na Academia de Polícia Civil do Estado da Paraíba. 

"Feliz aquele que ensina o que sabe e aprende o que ensina" (Cora Coralina) 

Grata pela oportunidade de aprendizado com vocês. 


terça-feira, 22 de abril de 2014

A voz do suspeito

-*-


Um médico, uma enfermeira, uma assistente social e a morte de um menino.


Uma tragédia com verdadeiros artistas, mas que não escaparam ao bom trabalho dos policiais do RS responsáveis pela investigação.


Nesse link http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2014/04/casal-recebeu-noticia-da-morte-de-bernardo-com-frieza-e-preocupou-se-com-a-midia-diz-policia-4476442.html
quem ouvir o áudio apresentado no final da página, perceberá a estranha frieza de um pai tratando do "desaparecimento" do filho. Além disso, ele mostra (sem querer querendo) um distanciamento afetivo ao referir-se, por duas vezes, ao filho como "esse menino".


As aparências enganam...os tolos.



quarta-feira, 21 de novembro de 2012

E o que dizer sobre a violência no Brasil?

 


Ao ler comentários em dois importantes sites de notícias acerca da violência em São Paulo, encontrei algumas conclusões  interessantes.

Do site Carta Capital http://www.cartacapital.com.br/sociedade/a-maior-cidade-do-brasil-esta-ficando-mais-perigosa/#todos-comentarios
Em 20 de novembro de 2012, escreveu o leitor IM:

"Violência se combate com educação de qualidade. Educação que proporciona melhor condição de vida, e que por sua vez reduz a desigualdade social. Educação que ensina e condiciona a sociedade a ser mais tolerante e respeitosa com a opinião do próximo. Educação que mostra o perigo das drogas e a importância do esporte na qualidade de vida do jovem. Educação que acende o senso critico para julgar os governantes e cobra-los firmemente o destino de tanta verba arrecadada com impostos. Enfim, a educação combate os principais pilares da criminalidade."


Do site Folha de São Paulo http://comentarios.folha.com.br/comentarios?comment=5856314&skin=folhaonline
Em 21 de novembro de 2012, escreveu o leitor Mauricio Vergne:

 "...A marginalidade é um fato crescente e isto deve-se ou crescimento desordenado de uma Nação. Um Governo que não trabalha a base da questão social do seu País. Administra-se em causa própria, administra-se pelo poder! A guerra entre os partidos disputando vantagens e cargos, promoveu o esquecimento do povo! A má distribuição de renda, aliado à impunidade dos crimes de colarinho branco, fomenta e estimula o seguimento criminoso..."

 


Reflitam.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Investigação de crimes cibernéticos - Livro publicado

"Vários foram os motivos que levaram os autores a escreverem este livro, mas os principais foram contribuir para a segurança virtual no Brasil e preparar policiais e outros integrantes da persecução penal para o combate aos crimes cometidos no âmbito da internet, ou seja, os crimes cibernéticos.
Percebeu-se, num momento inicial, que havia a necessidade de se estabelecer, frente às deficiências e vulnerabilidades dos órgãos policiais diante do crescimento do registro dos crimes cometidos em ambientes virtuais e/ou eletrônicos, uma metodologia auxiliar na investigação criminal, qualificando-a.
Assim, o conteúdo foi sendo gerado após inúmeras pesquisas e trocas de conhecimentos, não só entre os autores, mas também com inúmeros interlocutores. Procurou-se, contudo, a ideia da simplicidade frente à complexidade do problema, visando facilitar o trabalho de investigação criminal dos órgãos policiais de todo o Brasil e também auxiliar os profissionais da área, principalmente advogados e integrantes de outras carreiras, a melhor compreender a matéria e atender aos seus clientes, já preparando o conteúdo para eventual ação penal e/ou cível correspondente. "



Sobre os autores da obra: 

Emerson Wendt
é Delegado de Polícia da Polícia Civil do Rio Grande do Sul; professor de Inteligência Policial nas Academias de Polícia Civis do Rio Grande do Sul, Pernambuco e Sergipe e na Secretaria Nacional de Segurança Pública; professor de Investigação Criminal e Investigação de Crimes pela Internet na Academia de Polícia Civil gaúcha; professor em cursos de pós-graduação na Unisc (Santa Cruz do Sul), IDC (Porto Alegre) e Unisinos (São Leopoldo). Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria e pós-graduado em Direito pela Universidade Regional Integrada - Campus Frederico Westphalen.


Higor Vinicius Nogueira Jorge
é Delegado de Polícia da Polícia Civil de São Paulo; professor dos cursos de formação e aperfeiçoamento da Academia de Polícia do Estado de São Paulo e de Sergipe; professor da pós-graduação em Polícia Judiciária e Sistema de Justiça Criminal da Academia de Polícia do Estado de São Paulo; professor da pós-graduação em Investigação de Fraudes e Forense Computacional: Direito Digital (IFFC) da Faculdade Impacta de Tecnologia; professor da pós-graduação em Perícia Forense Computacional da Faculdade de Tecnologia São Mateus; palestrante do curso de inteligência estratégica da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra – representação de Campinas; titular da cadeira 30 da Academia de Ciências, Artes e Letras dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo; membro consultor da Comissão de Direito Eletrônico e Crimes de Alta Tecnologia e da Comissão de Ciência e Tecnologia da OAB-SP. Graduado em Direito pelo Centro Universitário Toledo Araçatuba e pós-graduado em Polícia Comunitária pela Universidade do Sul de Santa Catarina.




O primeiro lançamento ocorrerá nos dias 23 e 24 no IV Congresso de Crimes Eletrônicos e Formas de Proteção organizado pela Fecomercio - SP.


Comentário do blog
É um livro que recomendo!